9 Dicas rápidas de Marketing Digital para Pequenos Negócios

[ratings]

 

A internet é uma ferramenta essencial no cotidiano tanto para entretenimento quanto para negócios, e para você maximizar seus resultados você precisa ver essas dicas de Marketing Digital.

 

Quando utilizada da forma correta, a internet e suas ferramentas podem alavancar seu negócio de uma maneira incrível.

 

Este texto com 9 dicas de Marketing Digital, tem como objetivo lhe passar alguns atalhos para que você economize tempo e dinheiro através do Marketing Digital.

 


1- Crie uma persona que represente seu cliente ideal

Com certeza em algum momento você já foi questionado sobre quem é o público-alvo da sua empresa. Isso porque compreender quem é o comprador é fundamental para que você desenvolva produtos, crie seus argumentos de venda entre diversos outros fatores.

 

A persona é uma representação fictícia do seu cliente ideal. A persona é baseada em dados reais sobre o comportamento e diversas características de pessoas como dificuldades, sonhos, objetivos, motivações, etc.

 

Criar uma persona, faz parte de uma boa Estratégia de Marketing. Mas não confunda público-alvo e persona.

 

O público alvo de uma empresa, por exemplo, poderia ser: homens e mulheres de 35 a 45 anos, pós-graduados em matemática com renda média de 7.500 e que procuram formas de criar renda passiva.

 

Já a persona seria mais ou menos isso: Mariana tem 38 anos, é professora de matemática em uma universidade estadual, está buscando cursar seu mestrado fora do país e quer aprender sobre investimentos para ter renda passiva.

 

Esse é um exemplo bem simples, mas é de como você pode diferenciar a persona do público alvo.

 


2- Não hospede seu blog ou site em ferramentas gratuitas como “.blogger” ou “.wordpress”.

O maior erro que uma empresa ou profissional liberal pode cometer é criar um blog ou um site sem um domínio próprio, utilizando hospedagem gratuita.

 

O Blogger ou WordPress.com são apenas alguns exemplos dos milhares que existem. Isso pode atrasar seu projeto em meses ou anos, caso você comece assim e decida mudar no futuro.

 

O que acontece é que quando você utiliza um serviço gratuito, todo o posicionamento que você tiver conquistado no Google será perdido quando você mudar seu domínio, sem contar que um domínio “seusite.blogspot.com” passa pouquíssima credibilidade, concorda?

 

Você pode sim utilizar a plataforma WordPress no seu site, inclusive é a plataforma que eu utilizo. Mas jamais deve usar o serviço gratuito do WordPress.com.

 

O que você precisa fazer é contratar um serviço de hospedagem de sites, comprar o domínio com o nome da sua empresa e fazer a configuração.

 


3- Nunca copie conteúdo de terceiros [uma das mais importantes dicas de Marketing Digital]

Pode parecer que essa é uma das dicas de Marketing Digital mais óbvia. Sabemos que produzir um conteúdo exclusivo e de qualidade não é fácil, leva tempo e demanda muito esforço. Como algumas empresas possuem recursos bem limitados, procuram “alternativas” na hora de desenvolver esses conteúdos.

 

Essa alternativa na maioria das vezes é replicar um conteúdo de outros sites ou blogs, mas essa é a pior maneira de fazer isso.

 

Quando você replica um conteúdo de outro site, esse conteúdo não terá relevância nenhuma para o Google, ou seja, o Google vai entender que este conteúdo é replicado e você não conseguirá nenhum resultado expressivo.

 

Se você achar um conteúdo muito interessante e desejar compartilhar com seu público, você pode promovê-lo utilizando as redes sociais, como o Twitter ou o Facebook.

 

Já no seu site, você poderia citar este conteúdo no meio de outro post quando o assunto for relacionado, ou então escrever outro post falando sobre este tema.

 

Para que você entenda a importância em oferecer conteúdos gratuitos para sua audiência, recomendo que leia este artigo.

 


4- Não compre lista de emails

Comprar uma lista com centenas de milhares de endereços de emails é uma das formas mais rápidas e fáceis de começar a divulgar seu negócio pela internet. Pode ser por isso que muitas pessoas ainda pensam em comprar lista de emails e sair divulgando seus produtos.

 

Quando uma pessoa recebe um email desses, ela nem imagina como sua empresa conseguiu o endereço dela, assim já causando uma primeira impressão ruim. Sem contar que a qualidade dessas listas geralmente é péssima, pois muitos destes são emails inválidos ou falsos.

 

Sem falar que quando você utiliza um serviço de Email Marketing, por exemplo, dificilmente ele deixará você importar listas muito grandes.

 

O ideal a se fazer é criar a própria lista de emails da sua empresa. Utilize algumas iscas em seu site para captar dados de pessoas interessadas ou então utilize sua própria base de clientes para extrair os emails e começar um relacionamento.

 


5- Cuidado ao enviar apenas uma imagem no corpo do email 

Falando em Email Marketing, tome cuidado ao utilizar apenas uma imagem no corpo do seu email. Quando você utiliza apenas uma imagem, você corre sérios riscos de ser filtrado pelo spam do provedor de emails.

 

Muitos dos provedores como o Gmail, por exemplo, pedem para que o leitor confirme o uso de imagens, podendo ser uma barreira para sua empresa.

 

Sugiro que você dê uma olhada em como criar uma campanha de email marketing.

 

Faça medições do que está funcionando para seus clientes. Fique de olho nas métricas e você terá uma boa resposta do que fazer na próxima campanha.

 


6- Escolha cuidadosamente as redes sociais que sua empresa irá participar

Esta dica também é muito entre as 9 dicas de Marketing Digital. De que adianta você anunciar sua empresa na rádio se o seu usuário não escuta rádio? A mesma analogia se aplica as redes sociais.

 

O seu possível cliente utiliza determinadas redes sociais? Ele realmente está no Facebook? Eu falo bastante sobre este assunto em redes sociais para empresas.

 

Você precisa primeiro identificar quem é o seu consumidor, onde ele está engajado (quais redes sociais ele utiliza) e a partir disso, mover seus esforços para essas determinadas redes sociais, caso contrário você poderá estar gastando tempo e dinheiro.

 


7- Não coloque todos os ovos em uma cesta só

 

Inicialmente é uma ótima estratégia você focar seus esforços em apenas uma mídia. Inclusive eu falo muito disso em como atrair clientes pela internet.

 

Após você começar a atrair a atenção de seus possíveis clientes e começar a se relacionar com eles, é importante que você diversifique seus “investimentos”.

 

Sim, investimentos. Trate seu site e as redes sociais da sua empresa como um investimento. Você deverá ter retorno, mas para que isso aconteça você precisa investir, seja tempo, dinheiro ou os dois.

 

Mas tome cuidado ao colocar todos os ovos em uma cesta só. Se você focar todos os seus esforços somente no Facebook, por exemplo, pode ser que um dia a rede social bloqueie sua página, ou então a exclua por você infringir alguma política de privacidade.

 

Ou pior ainda, pode acontecer a mesma coisa que aconteceu com o Orkut.

 

Então, diversifique seus investimentos. Assim que você começar a criar sua audiência, tente leva-la para outros canais como o Youtube, para sua lista de emails, para seguir sua empresa no Twitter, etc.

 


8- Se você tem uma Empresa, não crie um perfil no Facebook

Ainda muitas empresas fazem Marketing no Facebook de forma indevida, utilizam perfis pessoais ao invés de páginas.

 

O primeiro ponto que você deve ficar atento é que o Facebook deixa claro em seus termos de serviço que cada um pode ter um único perfil e que deve ter caráter pessoal, ou seja, se você criou um perfil com o nome da sua empresa ele pode ser removido a qualquer momento.

 

Quando você utiliza um perfil você tem um limite de conexões, limitadas a 5 mil amigos. Inicialmente pode parecer um número alto, mas as Fan pages não possuem restrição ao número de fãs.

 

O que sua empresa deve fazer é criar uma Fan Page. Existem algumas vantagens em sua empresa ter uma Fan page, como é o caso de seus fãs e outras Fan pages poderem mencionar publicamente sua página. Em um perfil pessoal, por exemplo, isso só pode ser feito por seus amigos.

 

Outra vantagem é a sua página ter a possibilidade de criar call-to-actions (chamadas para ação). Você pode colocar o botão de “Ligue agora”, ou “Compre Agora” na sua página.

 

Sem contar as opções de relatório que a página oferece. Você pode ver informações dos fãs como localização, idade, sexo, etc.

 


9- Monitore as redes sociais da sua empresa (diariamente)

Do que adianta você tentar resolver um problema ou abafar uma crise dias depois que ela teve início?

 

Fique muito atento ao que usuários estão falando sobre sua empresa nas redes sociais. Você pode tirar muito proveito disso, tanto com comentários positivos ou negativos.

 

Se alguém está se queixando da sua empresa ou do seu produto, tente resolver o mais breve possível para que o caso não ganhe proporção.

 

Aproveite para utilizar esta situação como uma experiência positiva, como se fosse uma pesquisa de satisfação. Se o consumidor se queixou de algo, sinal de que alguma coisa não ocorreu bem. Identifique e aja neste ponto.

 

Agora se os comentários são positivos, utilize a favor do seu negócio. Replique esses comentários positivos, peça autorização para utilizar em comunicados ou divulgações. Uma das melhores formas de divulgação gratuita é o marketing boca-a-boca.

 

Para monitorar suas redes sociais, existem diversas ferramentas. Aqui segue uma lista com 47 delas para você ficar antenado sobre tudo que acontece nas redes sociais.

 


Concluindo

Acredito que alguns desses itens você já pratica na sua empresa ou no seu negócio. O importante é que você sempre se questione sobre sua estratégia, se realmente é a melhor alternativa para o seu negócio.

 

E você, tem algo que você aplicou no seu negócio que deu muito certo ou que deu errado?

 

Deixe sua sugestão nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *