7 incríveis fatos sobre Marketing Digital que sua empresa precisa saber

Alguns fatos sobre Marketing Digital você pode até não acreditar, mas o que você vai ler aqui são coisas incríveis sobre o mercado digital.

 

Por exemplo, sabia que o Yahoo quase comprou o Google alguns anos atrás por uma mixaria? E também o por que o Facebook está diminuindo o alcance dos posts orgânicos e diversos outros fatos que você vai entender melhor à partir de agora.

 

Então, vamos lá!

 


1- Apenas 18% das empresas conseguem implementar análise de dados em suas operações.

 

Sabemos a importância de medir todas nossas ações no ambiente digital ou off-line.

 

Medir é interpretar dados, mas colocar dados dentro de uma tabela e ficar gerando relatórios sem nenhuma ação é um processo falho.

 

Empresas precisam medir conversão. Quanto vale trazer um cliente? Quanto vale esse cliente ao longo prazo?

 

As pessoas que estão chegando até sua empresa, estão chegando por quais mídias? Isso pode parecer complexo, mas é extremamente importante principalmente quando falamos em marketing para pequenos negócios.

 

Analisar é importante, agora implementar essas análises são fundamentais para que sua empresa não seja apenas uma estatística como este estudo.

 


2- Dois segundos é o tempo que o Google dá para que sua página carregue por inteiro

 

De acordo com o maior buscador do mundo, a velocidade do seu site é um fator muito importante para definir o rankeamento nos resultados de busca.

 

Segundo John Mueller, Analista do Google de tendências da web, após 2 segundos sem resposta do seu site, a indexação da sua página é interrompida.

 

Ou seja, se o Google visita seu site e seu site é lento, o Google deixará de indexar as páginas do seu site, assim você correrá o risco de não aparecer nas primeiras posições do Google.

 

O Walmart, uma das maiores empresas varejistas do mundo fez análises sobre o impacto da velocidade em sua taxa de vendas.

 

Quando a velocidade do site cai de 1 para 4 segundos, a taxa de conversão cai mais de 70%.

 


3- No Facebook, a publicação de um vídeo tem aproximadamente 66% mais alcance do que uma foto ou um link

 

O Facebook afirma que existem 40 milhões de páginas de pequenas empresas ativas em sua plataforma.

 

Essas páginas de empresas querem um espaço no seu feed de notícias, competindo, por exemplo, com seus familiares, amigos, entre outros.

 

No ano de 2012, as páginas alcançavam aproximadamente 16% de seus fãs com as publicações orgânicas, que são as publicações que você não impulsiona com dinheiro.

 

Já em 2015, segundo um relatório da Locowise, o alcance orgânico de uma página do Facebook com mais de um milhão de curtidas é de apenas 2,27%.

 

As principais razões para essa diminuição no alcance é devida a enorme quantidade de conteúdo compartilhado na rede social (3 milhões de links compartilhados a cada hora no Facebook).

 

E também pela limitação que o Facebook aplica a timeline. Seu algorítimo quer que apenas as histórias mais relevantes apareçam na timeline do usuário.

 

Segundo este estudo, o vídeo por ser mais interativo, ganha uma maior visibilidade e alcance de acordo com o algorítimo do Facebook.

 

Mas não foque só em vídeos, criar um cronograma de publicações é fundamental para sua página ter consistência e engajamento. Para mais informações veja 16 ideias de posts para Facebook.

 


4- O email é uma das mídias com o maior ROI (Retorno sobre investimento) do mercado

 

Sim, o email é o patinho feio das mídias digitais. Ele não é moda igual o Snapchat, Instagram ou Facebook, mas junto com o Google, são as 2 principais fontes de uma venda online.

 

Um estudo publicado pela Email Monday, diz que para cada dólar investido em email, o retorno é de quase 40 dólares.

 

¼ das vendas de qualquer ecommerce vem do email.

 

O principal erro das empresas que utilizam o email marketing é não segmentar a base de dados.

 

Enviam as mensagens para todos os usuários, não se preocupando sequer segmentar a base de contatos em público Feminino/Masculino.

 

É a mesma coisa que você enviar um email vendendo uma chapinha de cabelo para um careca.

 

Está gostando do conteúdo? Deixe sua avaliação abaixo:

 

[ratings]

 


5- 78% do faturamento do Facebook é originado do Mobile

 

No final de 2015, o Facebook faturou mais de 1 bilhão de dólares. 78% desse valor vieram das propagandas em smartphones e tablets.

 

Hoje, a maior parte dos acessos à rede social acontece por meio de dispositivos mobiles (smartphones ou tablets).

 

A publicidade em vídeo também está crescendo muito. Segundo informações da Revista Exame, mais de 8 bilhões de vídeos foram vistos na rede social todos os dias e as pessoas passaram mais de 100 milhões de horas a cada dia assistindo vídeos.

 


6- Mais da metade dos anúncios digitais não são visualizados pelas pessoas

 

Um novo relatório realizado pelo Google divulgou que 56,1% dos anúncios passam totalmente despercebidos.

 

Um dos fatores que mais afeta se o anúncio será visto ou não é a posição dele na página.

 

Aqueles anúncios que estão acima “dobra da página”, o ponto mais baixo da página antes do usuário usar a barra de rolagem, são os mais beneficiados.

 

O olho humano faz uma leitura transversal, da esquerda para a direita e de baixo para cima, isso fazendo com que os anúncios mais visualizados estejam nesta posição.

 

Os anúncios com formatos verticais possuem maiores taxas de visibilidade, pois serem compridos ele fica mais tempo na página, mesmo utilizando a barra de rolagem.

 

7- O Yahoo deixou de comprar o Google por US$ 1 milhão em 1997

 

Uma das mais importantes empresas pioneiras da internet deixou escapar a oportunidade de comprar o Google.

 

Algum tempo mais tarde, após se dar conta desta decisão, o ex-CEO do Yahoo! Terry Semel tentou comprar o Google por US$ 3 bilhões, mas já era tarde e o Google não tinha interesse na venda.

 

E para complicar mais esta situação, em fevereiro de 2004, o Yahoo! escolheu por desistir de sua parceria com o Google e retomar seu mecanismo de pesquisa próprio.

 

Mas o Yahoo! tinha uma carta na manga (que também não deu certo). Em uma proposta de US$ 1 bilhão para o Facebook em 2006 deixou Mark Zuckerberg e sua equipe empolgados, mas devido a resultados financeiros ruins, o Yahoo! reduziu a proposta fazendo com que Marc Zuk recusasse a proposta.

 

Espero que tenha gostado desses fatos, achei-os muito interessantes e resolvi compartilhar aqui com você.

 

Gostou? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *