Como trabalhar com Gestão de Redes Sociais?

A gestão de redes sociais, além de ser algo extremamente útil hoje em dia às empresas, é também uma área profissional muito rentável.

À medida que cada vez mais empresas terceirizam a gestão de redes sociais, cada vez mais precisam de profissionais qualificados.

No entanto, a maioria não sabe exatamente por onde começar ou quais conhecimentos e qualificações são necessários para exercer essa profissão.

Pensando nisso, selecionamos 8 dicas para te ajudar a tirar o seu projeto do papel e começar a rentabilizar esse serviço.

profissão social media
Background vector created by pikisuperstar – www.freepik.com

1. A Gestão de Redes Sociais é para você?

Seja honesto, você consegue se ver fazendo esse trabalho?

Pense bem, pois você estará representando empresas em plataformas de mídia social.

Seu papel será de gerar valor para os seguidores, se relacionar e atendê-los da melhor forma possível.

Ou você só busca ganhar um dinheiro extra sem se esforçar, sem se atualizar frequentemente e sem se dedicar para os clientes?

Se você gosta do ambiente digital, das mídias sociais, de tecnologia e gosta de lidar com pessoas, trabalhar com gestão de mídias sociais pode ser uma ótima opção para você!

Vamos em frente.

2. Obtenha o conhecimento básico necessário

Você não precisa saber tudo quando está começando, mas você precisa saber o suficiente.

É impossível saber tudo quando se trata de mídia social, pois as redes sociais mudam praticamente a cada dia. Sempre haverá algo novo para aprender.

Uma dica de ouro que muitos profissionais acabam negligenciando: leia e domine as políticas de uso das plataformas.

Ignorar isso podem resultar até mesmo em punições de páginas e perfis.

Cada plataforma possui suas regras, os limites são claros e intransponíveis. Você precisa conhecê-los para saber até onde pode chegar sem prejudicar a conta dos seus clientes.

Sendo assim, conheça as plataformas, leia o máximo que puder e assista aos vídeos.

No final do dia você está vendendo a si mesmo e o que sabe sobre Mídia Social como um serviço, então certifique-se de que seu produto é de qualidade.

E mais uma coisa, aprenda sobre “Marketing de Relacionamento”, é um tema poderosíssimo e que pode lhe ajudar muito nas redes sociais.

3. Planejamento

O planejamento é um requisito básico para quem quer trabalhar com gestão de redes sociais.

Isso porque você não pode simplesmente fazer postagens para os seus clientes sem ter um briefing, um objetivo e uma estratégia.

Hoje em dia existem diferentes ferramentas que auxiliam no planejamento e na organização da sua rotina de postagens e pesquisas.

Trello e Runrun.it são alguns exemplos de ferramentas que utilizam a metodologia Kanban.

Essa é uma metodologia que ajuda a controlar e organizar os fluxos dos seus trabalhos. Uma mão na roda para quem trabalha com gestão de redes sociais.

Além disso, é possível alocar outras pessoas nas tarefas, como o designer, por exemplo, quando o outro profissional precisa dar segmento ao seu trabalho.

Veja como criar um cronograma de conteúdo.

4. O LinkedIn é uma mina de ouro

O LinkedIn é de longe a plataforma de mídia social favorita de uma grande parcela do público empresarial.

Considero uma das melhores plataformas para “vender seu trabalho”.

É improvável que você consiga se conectar com os tomadores de decisão que controlam o orçamento de marketing de uma empresa por meio do Facebook.

No entanto, com o LinkedIn você pode!

É um lugar onde o “one man band” trabalhando em casa pode atrair a atenção e parecer o “Go to Guy” em um determinado campo, mesmo que seus concorrentes sejam grandes empresas com grandes orçamentos.

5. Ofereça um “diagnóstico” gratuito nas redes sociais

Essa técnica pode abrir muitas portas.

Você estará usando a técnica que grandes empresas utilizam para fisgar a atenção do cliente.

Dê um relatório de graça (para um potencial cliente) e tenha grandes chances de fechar um contrato por meio desta abordagem.

Você pode usar ferramentas online como Etus e Mlabs para analisar algumas informações do cliente e ter uma visão geral sobre as redes sociais da empresa.

Lembre-se de destacar áreas onde o negócio pode melhorar e mostre (de leve) como esse cliente poderia usar as redes sociais para atingir outros objetivos.

Você também pode precisar de uma ferramenta de CRM grátis para fazer a gestão de seus clientes.

6. Proponha parcerias com empresas de RP e Marketing Digital

Muitos profissionais de social media conseguem bons clientes a partir de parceiras com empresas locais de marketing digital.

Entre em contato com algumas empresas locais de SEO, marketing digital, Relações Públicas e Web design.

Essas empresas já têm clientes que precisam de gerenciamento de mídia social e muitas vezes elas não possuem um profissional da área.

Ofereça-se para fornecer seu serviço com “marca branca”, ou seja, trabalhando sob o nome dessa empresa.

Essa é também uma ótima oportunidade de adquirir experiência e atender clientes maiores.

7. Crie um portfólio com os trabalhos mais relevantes

Conforme você for ganhando experiência, vá inserindo em seu portfólio.

Isso é parte fundamental do seu serviço, afinal, é o local onde o seu trabalho pode ser visto.

Não é preciso inserir todas as campanhas e projetos, mas filtre os principais cases de sucesso e as principais empresas que confiaram no seu trabalho.

Isso é uma forma de mostrar as empresas que já confiaram no seu trabalho e também para que outras empresas se sintam mais seguras em te contratar.

8. Aprenda a mensurar os resultados

Todo profissional que deseja trabalhar com gestão de redes sociais depende de análises para avaliar o desempenho das campanhas e do conteúdo.

As análises nas redes sociais ajudam a medir o sucesso do que você está compartilhando e a identificar as tendências dos seguidores.

Com o tempo você vai conseguir identificar o que o público gosta e não gosta, assim poderá otimizar cada vez mais suas ações.

As principais análises a serem revisadas incluem:

  • Quantidade de seguidores
  • Visualizações de página
  • Cliques
  • Curtidas
  • Compartilhamentos
  • Comentários
  • Impressões

Esses itens podem compor sua análise de engajamento do público.

Mas atenção: embora as impressões sejam ótimas (quantos espectadores veem seu conteúdo), se os objetivos da campanha não forem atingidos, elas podem não fazer muito sentido para sua análise.

E existem muitas ferramentas estão disponíveis para rastrear essas métricas e mostrar tendências.

Conforme você ganha experiência prática durante sua educação, você se familiariza com essas ferramentas e usa esses insights para revisar as estratégias de campanha e conteúdo.

Muitas pequenas empresas e empreendedores utilizam o Google Analytics para analisar os dados gerais do site, o que é de extrema importância para uma análise geral dos resultados.

Conclusão

Ser um gestor de mídias sociais pode parecer o sonho dourado para muitas pessoas, afinal, para quem olha de fora, basta mexer no celular ou computador por alguns minutos e lucrar muito com isso.

Mas a realidade é diferente: é necessário muito estudo, planejamento e conhecimento em certas áreas.

É preciso também manter-se atento às atualizações e políticas de cada plataforma utilizada.

Desse modo, essas dicas podem lhe ajudar a começar na profissão e esboçar um plano de negócios para começar a trabalhar com gestão de mídias sociais.

No entanto, a principal dica para quem procura saber como gerenciar empresas nas redes sociais continua sendo: não tenha medo de começar e nem dos julgamentos.

Desse modo você irá adquirir experiência e aperfeiçoar as suas abordagens e estratégias!

Aproveito e lhe convido para assistir um Mini Treinamento sobre Gestão de Redes Sociais para que você possa começar a dar seus primeiros passos nesta área.


    2 replies to "8 Dicas Práticas de Como Começar a Trabalhar com Gestão de Redes Sociais!"

Leave a Reply

Your email address will not be published.