Blog X Página de Vendas, qual a diferença? Os dois podem ser a mesma coisa?

Qual trás mais resultados, blog X página de vendas?

 

Você tem um blog ou tem uma página de vendas? Qual deles está gerando vendas ou resultados em negócios para você?

 

Existem milhões de blogs e páginas de venda distribuídas pela internet, mas qual a diferença entre eles?

 

Será que um blog pode ser uma página de vendas ou uma página de vendas pode ter cara de blog?

 

Se você quer saber qual a diferença entre um e outro você está no lugar certo.

 

Vou falar neste artigo sobre o que é um blog, o que é uma página de vendas e se os dois podem ser a mesma coisa.

 


Blog X Página de Vendas: O que é uma página de venda?

As páginas de venda são páginas independentes criadas com um propósito específico, vender determinado produto.

 

Também pode ser uma página para vender um serviço, variando de acordo com o tipo de produto que você ou sua empresa oferece.

 

O propósito da página de vendas é: receber visitantes e convertê-los em clientes.

 

Quais os tipos de página de vendas?

Existem diversos tipos de páginas de venda, veja abaixo:

 

  • Página de venda curta
  • Página de venda longa

 

Os dois tipos de páginas possuem estruturas semelhantes, os fatores que diferenciam uma da outra normalmente é o comprimento da página.

 

Página de venda curta

Abaixo você pode ver um exemplo de página de venda curta.

 

blog x pagina de vendas - pagina de vendas meusucesso

 

É uma página que está promovendo a escola de insights Meusucesso.com.

 

O Meu Sucesso é uma plataforma de ensino online onde são abordados estudos de caso com empresários reais e aulas com diversos experts de áreas distintas.

 

Normalmente uma página de vendas curta possui:

 

– Cabeçalho com um título chamativo

“Estude a trajetória de vários empreendedores de sucesso e amplie sua rede de contatos”;

 

– Uma ou várias imagens exibindo uma prévia do produto

No caso a imagem ao fundo do cabeçalho;

 

– Principais diferenciais do produto;

Aprenda com empreendedores de sucesso, Aulas com os maiores experts do Brasil, Amplie sua rede de contatos, Divulgue seu projeto;

 

– Benefícios em adquirir o produto;

Conecte-se com as pessoas certas, mais de 20 horas de conteúdo inédito por mês, metodologia exclusiva, rede social exclusiva para assinantes;

 

– Box para captura de informações do usuário;

Comece a estudar gratuitamente agora mesmo por 7 dias;

 

– Call To action para induzir o usuário para a ação;

Botão “Quero aproveitar os 07 dias gratuitos”.

As páginas de vendas curtas podem ter algumas variações. Um elemento a mais ou a menos, mas normalmente são poucos elementos.

Algumas vezes possuem vídeo de vendas mas nem sempre estão presentes, ao contrário da “call to action” que sempre estão presentes.

Página de venda longa

 

Como o próprio nome diz, a página de vendas longa é uma página em formato longo.

 

Normalmente possui TODAS as informações necessárias sobre o produto. Também é chamada de “carta de vendas”.

 

É uma página projetada para o usuário ter todas as informações que precisar apenas nesta página.

 

Uma das páginas mais bem elaboradas que eu já vi até hoje é a página do curso Facebook Essencial, da Camila Porto.

 

pagina-de-vendas-grande-camila-porto
Clique na imagem para ver a página completa.

 

Nesta página de venda podemos encontrar elementos como:

  • Cabeçalho com chamada principal;
  • Vídeo de Vendas;
  • Apresentação do vendedor/produtor;
  • Benefícios do produto;
  • Depoimentos de quem já adquiriu o produto;
  • Cases de sucesso de usuários que já utilizaram o produto;
  • Mais depoimentos em formato de texto mostrando alguns resultados;
  • Estrutura do Curso ou do Produto;
  • Informações sobre o investimento e pagamento do produto ou curso;
  • Call to Action;
  • Garantia;
  • Perguntas Frequentes;

 

Ou seja, é uma página bem longa, recheada de conteúdos. Se o usuário cair na página e tiver a intenção de comprar, essa única página sanará todas as dúvidas e irá converter o visitante.

 

Agora você já conhece as características e os objetivos das páginas de vendas.

 

E o blog? É possível ter um blog de vendas?

 

Está gostando do conteúdo? Deixe sua avaliação abaixo!

[ratings]

 


Blog de artigos ou blog de vendas?

 

artigo-blog

 

O termo blog vem do inglês “web log” que significa diário da rede.

 

É um site que possui uma estrutura que permite rápida atualização e publicações de diversos usuários.

 

Você deve conhecer alguns blogueiros famosos, como Hugo Gloss, Izzy Nobre, Renê Fraga, Edu Testosterona, entre milhares de blogueiros de diversos nichos.

 

Mas a verdade é que: o blog é uma ferramenta para compartilhar informações, dicas, tutoriais, reviews, opiniões, entre outros assuntos.

 

E quando que uma informação, uma dica, um tutorial, um review não pode ter o objetivo de vender algo?

 

Vender através de blogs é totalmente normal. Inclusive existem diversos cursos que ensinam você a criar artigos focados em venda, os famosos artigos de conversão.

 

Os artigos de conversão, em outras palavras, é uma página de venda em formato de artigo.

 

A diferença é que ao invés de ter todo um design trabalhado, elementos visuais, call to actions trabalhadas e vídeos de vendas, por exemplo, o artigo de conversão é focado em conteúdo textual.

 

Eu poderia citar vários blogs aqui para você que possuem artigos de conversão, como por exemplo:

 

 

Conclusão:

O blog e as páginas de venda podem sim ser a mesma coisa, a única diferença é que possuem formatos diferentes e podem servir diferentes públicos.

 

A ferramenta que irá resultar em mais vendas pode ser tanto o blog como as páginas de vendas curtas ou longas.

 

Irá depender muito do seu produto, da sua copy e das suas informações sobre o produto.

 

Minha recomendação é que você teste. Crie páginas de vendas curtas e longas, crie artigos de conversão e veja quais convertem mais.

 

Sempre faça testes.

 

Gostou do artigo? Tem algum amigo que possa se interessar por esse conteúdo, compartilhe!

 

Espero que tenha gostado e até a próxima!

 

 

O Blog realmente trás resultados em vendas? E como medir o retorno do seu blog?

Um blog realmente trás resultados em vendas? Como calcular o ROI do Blog?

 

Essa é uma pergunta que profissionais de marketing recebem com frequência de seus superiores quando estão iniciando um projeto em suas empresas.

 

Recentemente muitas empresas estão se interessando pelo Marketing de Conteúdo e buscando ferramentas para começar os trabalhos de Inbound Marketing, por exemplo.

 

O blog é uma das ferramentas mais cogitadas pelos profissionais de marketing e ao mesmo tempo existe muita dificuldade em provar o retorno sobre o investimento deste veículo.

 

A verdade é que sim, um blog pode trazer resultados em vendas, assim com o um site institucional, uma página no Facebook e até um perfil no Instagram.

 

O que você precisa saber é de que forma medir esse retorno.

 

É claro que mensurar o retorno de um blog pode ser um pouco complexo e impreciso, devido a diversos benefícios que um blog pode trazer para o negócio, principalmente a nível de lembrança de marca.

 

Aqui neste artigo você vai conhecer formas de calcular o ROI do blog, quais estatísticas analisar e quais informações apresentar.

 


O blog nas empresas

 

o roi do blog - o blog nas empresas

 

De acordo com uma pesquisa realizada pela RockContent, apenas 61,7% das empresas possuem blog corporativo.

 

Nesta pesquisa não foram pesquisados segmentos como Indústria, Moda, alimentação e alguns outros setores.

 

O fato é que ainda existe um mercado muito grande a ser explorado nesse segmento.

 

Ainda pouco utilizado, os blogs quando alinhados com a estratégia de comunicação da empresa podem render muitos frutos, leads, contatos e vendas. Você pode criar uma estratégia de automação de marketing e utilizar blogs e landing pages, clique para saber mais.

 


O primeiro passo para calcular o ROI do blog

O primeiro passo para você saber o retorno que seu blog trás, é:

Quanto custa para você manter seu blog?

 

Não adianta termos um blog que gera milhares de reais se não sabemos o valor que gastamos para manter ele funcionando, criar conteúdos, comprar imagens, entre outros tópicos.

 

Calcular o custo de um blog é muito fácil, você precisa calcular valores como:

  • Hospedagem
  • Domínio
  • Criação de Conteúdos
  • Compra de Imagens
  • Compra de Plugins

 

Caso você ou alguém da sua equipe desenvolva os conteúdos, tente determinar o valor da hora dessa pessoa para calcular o valor da criação desse conteúdo.

 


Definindo as métricas do seu blog

 

definindo as métricas - calcular o roi do blog

 

Agora que você tem uma ideia de quando custa para você manter o blog, iremos criar os famosos KPIs (Key Performance Indicator) ou nada mais nada menos que o indicador-chave de desempenho.

 

Os números mais básicos que você precisa medir no seu blog são:

  • Número de Visitantes
  • Número de Leads Gerados
  • Número de contatos realizados
  • Número de compartilhamentos
  • Número de clientes gerados

 

Para que você possa acompanhar essas informações, você precisa ter instalado no seu blog o Google Analytics, uma ferramenta gratuita de análise do Google.

 

Assim você terá todas essas informações e conseguirá criar metas para medir a conversão e saber quantos leads você tem gerado, qual o número de visitantes, entre outras métricas.

 

Está gostando do artigo? Deixe sua avaliação abaixo:

[ratings]

 


Como calcular o ROI do seu blog

Iremos fazer uma simulação bem simples.

 

Com essas primeiras informações em mãos, imaginemos que você receba 5000 acessos por semana.

 

Desses 5.000 acessos, 120 usuários são convertidos em leads, onde você captura o nome, telefone e email.

 

Então você tem uma taxa de aquisição de leads de 4,16%, ok?

 

E desses 120 leads, 2 viram clientes da sua empresa. Assim você teria uma taxa de conversão de clientes de 0,6% por semana.

 

Fácil até aqui, certo?

 

Agora inserindo os valores nessa conta.

 

Para que você atraia 5.000 visitantes por semana, imaginemos que você precisa investir R$ 800,00 incluindo os custos fixos (citados logo acima) e também os custos de publicidade.

 

Veja a tabela abaixo:

 

 

Investimento Visitas/Semana Leads Clientes
R$ 800,00 5.000 120 2

 

Isso nos trás os seguintes números:

Investimento Visitas/Semana Leads Clientes
R$ 800,00 5.000 120 2
Custo por visitas Custo por Leads Custo por Cliente
R$ 0,16 R$ 6,67 R$ 400,00

 


Chegando ao valor do ROI do blog

 

Pronto, aqui já temos um valor para calcular o ROI, retorno sobre o investimento do nosso blog.

 

Com esses números fictícios, chegamos a um valor de R$ 400,00 para a aquisição de cada cliente.

 

Sim, esse pode parecer um valor assustador, mas dependendo do nicho de negócio, esse é um valor baixo.

 

Cito como exemplo o segmento moveleiro, onde um cliente comprador pode adquirir carretas de produtos para distribuir em diversas redes de lojas.

 

O valor de R$ 400,00 é muito baixo perto do lucro que esse cliente pode trazer para a empresa.

 

Agora sabendo que o seu custo para você atrair um cliente é de 400 reais, você precisa analisar o ticket médio desse cliente, a rentabilidade, entre outros números.

 

Facilmente você conseguirá calcular o retorno que seu blog está gerando de acordo com os novos clientes.


 

Esse foi um artigo para lhe ajudar a calcular o retorno que o blog empresarial pode trazer para sua empresa.

 

É muito importante que você tenha total controle em todas as etapas e fique antenado em todas essas métricas citadas acima.

 

Se lembrar de alguém que gostaria de ver esse conteúdo, compartilhe!

 

Espero que tenha gostado, se este artigo lhe ajudou de alguma forma, deixe um comentário, será um prazer ouvir sua opinião.